11/06/2015

Resenha: Poltergeist - O Fenômeno (2015)

Você já ouviu falar de um Poltergeist? Esse fenômeno paranormal pode se manifestar de diversas formas, desaparecimento de objetos, surgimento de sons incomuns, estouros de lâmpadas e até ataques físicos, diretos ou não. O poltergeist tem preferência por residências onde vivem adolescentes passando pela puberdade ou médiuns que desconhecem seus dons paranormais.

Em Poltergeist - O Fenômeno conhecemos a família Bowen. Eric e Amy tentam reerguer-se depois da perda de emprego que obrigou os Bowen a mudar de casa. Seus filhos não se sentem confortáveis com a nova casa, exceto pela caçula, Maddie, que se diverte com seus amigos imaginários. Infelizmente, para o resto da família, esses amigos se manifestarão de forma bem real.

Dirigido por Gil Kenan, Poltergeist - O Fenômeno possui um elenco pouco conhecido na indústria cinematográfica. As atuações não decepcionam, mas com um roteiro fraco é impossível surpreender o público. Destaque para o pequeno Kyle Catlett que rouba a cena durante vários momentos do filme.

Poltergeist - O Fenômeno começa bem batido. Uma família numa casa nova, onde coisas estranhas acontecem, mas ninguém liga, exceto o filho mais novo, que sente algo de errado acontecendo. Até que a vida da filha caçula é colocada em risco e toda família parte numa caçada sobrenatural que pode abalar cada membro de uma forma diferente.

"Abre aí, esqueci meu casaco da Peppa!"
O remake do clássico Poltergeist, falha em muitos aspectos, o primeiro deles é existir. A necessidade da indústria cinematográfica de recriar sucessos antigos é extremamente desnecessária. Essa busca por quantias exorbitantes de dinheiro acaba arruinando franquias de muito sucesso, como Poltergeist, Atividade Paranormal, etc.

Mamãe socorro! Alguém cancelou o Netflix D:
Além disso, outro aspecto terrível do filme é o uso de efeitos especiais, diversas cenas que inserem o 3D são péssimas e lembram (graficamente) jogos muito ruins. Em alguns momentos o remake até consegue prender a atenção do espectador, mas logo comete algum erro que retira toda a imersão do longa.

Divertido, mas extremamente falho e desnecessário. Poltergeist - O Fenômeno não acrescenta nada de novo na franquia, não sai da zona de conforto dos novos filmes de terror e decepciona bastante.





0 comentários: