06/04/2016

Resenha: S.

Escrito e organizado por J.J. Abrams e Doug Dorst, S., é uma obra de arte interessante e extremamente crítica. Antes de começar a resenhar esse livro vale ressaltar alguns detalhes: O Navio de Teseu (ONDT) é o livro de V.M. Straka que narra a história de um homem que perde sua memória e se vê envolvido em um esquema de conspiração graças a tripulação de um navio misterioso. S. é uma tentativa desesperada de dois leitores apaixonados por V.M.S, Eric e Jen, de descobrir quem foi Straka, entender os mistérios escondidos na obra e os segredos da vida do autor que desapareceu misteriosamente.

O maior dilema que o leitor precisa enfrentar ao se deparar com S. pela primeira vez é como ler o livro. S. precisa ser lido com paciência. Por ter diversas anotações de Jennifer e Eric, S. pode ser lido das mais variadas formas, o leitor pode optar por ler O Navio de Teseu e S. ao mesmo tempo, ou pode preferir ler S depois de ter experimentado ONDT. Confesso que passei muito tempo experimentando formas de leitura e a que mais funcionou para mim foi ler os dois em conjunto, pois O Navio de Teseu e S se complementam, um precisa do outro para funcionar e a leitura alternada funciona muito bem devido a isso.

O Navio de Teseu possui uma trama

confusa e cheia de perguntas sem resposta, mas esse é um dos principais pontos positivos da obra. Mesmo possuindo diversas metáforas, ONDT consegue estimular uma leitura dinâmica e esconde vários segredos que aos poucos vão sendo desvendados por Jen e Eric. Com o passar das páginas os dois leitores de ONDT trocam cartas, notas, mapas, etc e é possível ler esses bilhetes que se encontram dentro das páginas do livro de Straka, esses itens deixam o leitor extremamente ansioso para receber mais informações úteis para ajudar a desvendar o mistério de S.

Todos os itens da imagem estão dentro do livro!
S. com certeza é o livro mais bonito que já tive em toda minha vida. O Navio de Straka é um volume em capa dura com páginas amareladas simulando um exemplar de biblioteca, cheio de itens extras como cartões postais, jornais, cartas, relatórios e outros objetos que ajudam o leitor a solucionar os enigmas escondidos nos capítulos. As anotações feitas pelos leitores são extremamente realistas, as letras de Jen e de Eric passam as emoções dos personagens e convencem os leitores de que eles realmente escreveram suas observações em um exemplar de biblioteca.

Detalhado, bonito e misterioso. S. é uma obra extremamente fascinante que tira o leitor da zona de conforto e o obriga a repensar diversas ideias sobre liberdade, amor, amizade e conhecimento, O Navio de Teseu simula um clássico cheio de reflexões políticas com maestria, pois possui uma carga emocional imensa e realmente consegue causar reflexão.



0 comentários: