04/04/2016

Resenha: Trilogia The Game - Volume 1

Henrik Petterson é um homem comum que vive uma vida sem objetivos e metas, até 
que encontra um aparelho celular com tarefas simples e atividades que geram pontos e que elevam o nome de “HP” nos rankings, mas até onde ele estaria disposto a ir para vencer esse Jogo?

Preço: R$54,90
Autor: Anders DeLa Motte
Editora: Darkside
Páginas: 272

A Trilogia The Game, publicada aqui no Brasil pela editora Darkside tem um primeiro volume misterioso e dinâmico. Focado em uma crítica social, O Jogo mostra o quanto nos expomos quando divulgamos informações de nossas vidas em sites e redes sociais. 

O livro tem uma trama interessante e extremamente veloz, além de usar trocas de pontos de vista dos personagens, dinamizando a leitura e deixando o leitor ainda mais interessado. 

Aos poucos, o protagonista “HP” descobre mais informações sobre O Jogo, durante o desenvolvimento da trama podemos ver como o caráter do personagem vai sendo moldado, enquanto o jogo fica mais frenético e perigoso.

A escrita de Anders DeLa Motte é um dos pontos mais frágeis do livro. O autor possui um posicionamento crítico extremamente relevante sobre a tecnologia e o compartilhamento de informações, mas ao mesmo tempo peca na descrição das cenas de ação, dos ambientes, personagens, etc.

A edição da Darkside é linda. As páginas grossas e amareladas, a capa dura e o marcador personalizado (em forma de celular), mostram o trabalho primoroso que ajudou a editora a se destacar no mercado editorial nacional.

Rápido, frenético, misterioso e eletrizante. O Jogo faz o leitor refletir sobre o quão invasiva a internet pode se tornar, sobre a necessidade de aprovação e aceitação que ronda os posts em redes sociais e sobre a insegurança na era da interação digital.


0 comentários: