11/10/2016

Contos Peculiares

Escrito o por Ransom Riggs, Contos Peculiares é um compêndio de dez histórias do fictício universo dos peculiares. A obra conta com ilustrações lindas, detalhes em dourado e bizarrices, marca registrada das histórias de Riggs.

Preço: R$ 39,90
Autor: Ransom Riggs
Editora: Intrínseca
Páginas: 208

Uma garota capaz de tirar os pesadelos das pessoas, uma jovem que conversa com fantasmas, um pássaro que vira mulher, todas essas histórias possuem algo em comum, peculiares. Os contos apresentados em Contos Peculiares são excêntricos e falam de peculiares aprendendo a lidar com seus poderes e as consequências para a sociedade humana.

 Por trás de cada história existe um valor importante que é explorado sutilmente. Em Os Esplêndidos Canibais (1° conto) o autor critica a ganância, em A Menina que Domava Pesadelos (7° conto) é ensinado que muitas vezes devemos enfrentar nossos medos, mesmo que eles pareçam grandes demais, além desses exemplos, a obra também fala de auto aceitação, família, perdão, etc.

A editora Intrínseca acertou em cheio ao fazer uma edição tão bonita. A capa é dura e contém pinturas em dourado. As páginas são grossas e cheias de ilustrações belíssimas( feitas por Andrew Davidson) representando os acontecimentos dos contos. O livro também possui páginas douradas
metalizadas , é simplesmente uma obra de arte!

Alguns contos não são tão interessantes, como As Pombas de St.Paul e A História de Cuthbert, mas os outros compensam com histórias vívidas, excêntricas e divertidas. A leitura é rápida, pois as histórias são curtas e independentes. O leitor pode começar do primeiro conto ou escolher a ordem que o agradar.

 Assim como em Os Contos de Beedle o Bardo do universo de Harry Potter, Contos Peculiares é um livro interessante, com mensagens valorosas que devem ser levadas a sério. As dez histórias mesmo sendo breves, possuem significados fortíssimos, mas também são divertidas, leves e adicionam informações para aqueles que são fascinados pela história da Srta.Peregrine e de suas crianças.


0 comentários: