01/03/2017

Resenha - Pax



Peter e Pax eram inseparáveis. Desde que encontrou a pequena raposa, o garoto fez de tudo para protegê-la, alimentá-la e sempre estar por perto. Mas quando uma guerra se aproxima, Peter é obrigado a abandonar sua raposinha, que precisa aprender a lidar com o mundo selvagem e com a ausência de seu garoto.

Preço: R$ 44,90
Autora: Sara Pennypacker
Editora: Intrínseca
Páginas: 288

Pax é uma história sobre amizade. Peter nota quase imediatamente que tomou a decisão errada ao abandonar Pax, mas a raposa não aceita ser deixada para trás e parte em direção ao menino. No livro são contadas duas jornadas, a de Pax (a raposa) é sensível e cheia de desafios da natureza, predadores, humanos perigosos e etc. Já a de Peter é filosófica e recheada de mensagens fortes sobre guerra, perdão, violência e lealdade.

A trama intercala-se com capítulos de Peter e Pax. A escrita, diálogos e os desafios são completamente diferentes, mas a raposa e o garoto compartilham de um vínculo sentimental muito forte, o que faz com que eles saibam como o outro está se sentindo.  A história é extremamente sensível e trata de temas polêmicos de maneira simples e sincera. Os debates vão de guerras, traumas da vida, poluição e destruição da natureza, etc.

A autora consegue conduzir o leitor de forma excepcional, os capítulos da raposa são brilhantes, Sara descreve comportamentos dos animais e consegue passar sentimentos através de eriçar de pelos, ranger de dentes e de grunhidos, tornando mais fácil de afeiçoar-se aos animais da trama do que aos humanos.

Os personagens são marcantes e extremamente bem construídos. Eles possuem passados, histórias tristes e personalidades inesquecíveis que ajudam a estabelecer um vínculo com o leitor, que torce por eles a todo o momento e se emociona com os acontecimentos que se desenrolam na trama. Damos destaque para Vola que protagoniza alguns dos momentos mais emocionantes do livro.

A edição da Editora Intrínseca é linda e cheia de detalhes. A capa dura e as ilustrações de Jon Klassen adicionam qualidade a um livro que já é maravilhoso. A diagramação é boa e as páginas são grossas e amareladas, o que garante uma leitura agradável e rápida.

Bonito e sensível, mas também forte e sincero, Pax é uma história que passa valores marcantes sobre amizade, arrependimento e dor. A trama é dinâmica e cheia de momentos tensos. Os personagens inesquecíveis só complementam uma obra que pode tornar-se o livro favorito de várias crianças e também de alguns adultos.


0 comentários: