14/12/2017

Resenha - Mindhunter

O que leva os serial killers a cometerem atrocidades? Esses "monstros" nascem dessa forma, ou são construídos? Essas são algumas das perguntas que John Douglas tenta responder em sua obra, Mindhunter: O Primeiro Caçador de Serial Killers Americano. No livro, o autor narra sua trajetória no FBI e como foi um dos responsáveis por desenvolver um método de perfilamento de serial killers, algo que revolucionou a forma como os crimes são investigados

Preço: R$ 39,90
Autor: John Douglas e Mark Olshaker
Editora: Intrínseca
Páginas: 383
Onde encontrar: Amazon / Saraiva / Submarino

Mindhunter mescla uma autobiografia com análises espetaculares de crimes investigados por Douglas e sua divisão. A narração e os relatos presentes no livro, criam uma atmosfera tensa, que fica ainda  mais forte quando nos lembramos de um detalhe: nada narrado ali é ficção, todos os acontecimentos mencionados são transcrições de crimes reais. O autor perpassa uma variedade imensa de delitos assustadores, assassinatos, estupros, sequestros, mutilações e até canibalismo, são algumas das atrocidades descritas na obra, que obviamente não é indicada para aqueles de estômago fraco.

Mesmo trabalhando com temas tão complexos como a psique humana e crimes extremamente violentos, os autores conseguem construir uma narrativa muito dinâmica que faz a leitura fluir rapidamente. Mindhunter é aquele tipo de livro que te faz pensar durante horas e analisar as informações que foram apresentadas durante a leitura. Existem descrições gráficas dos crimes e cenas em que Douglas descreve as cenas dos crimes, como os cadáveres foram encontrados, etc.  Douglas avisa no começo do livro que Mindhunter não tem por objetivo ensinar os métodos usados pelo FBI durante as investigações, e que na verdade é apenas um retrato de  tudo que o autor vivenciou durante os anos na ativa. Alguns dos casos apresentados vão de motivações raciais, até casamentos falidos, etc. O autor mostra que o ser humano é capaz de perversidades aterradoras pelos mais diversos motivos. 

Mindhunter com certeza foi uma das melhores leituras de 2017. Mesmo contendo extrema violência e algumas informações técnicas, em nenhum momento a leitura se torna tediosa ou cansativa. O imenso conhecimento de Douglas sobre como as cenas dos crimes podem entregar o perfil dos assassinos é simplesmente genial! Mindhunter é uma leitura indispensável para qualquer fã de mistérios, romances policiais e de filmes como Hannibal.






Em 2017 a Netflix lançou Mindhunter, uma adaptação do livro de John Douglas com entrevistas feitas com os Serial Killers (um dos recursos utilizados por Douglas nas análises dos padrões entre criminosos). Mindhunter foi bem recebida pelo público e pela crítica especializada e é um ótimo complemento para uma leitura indispensável, confira o trailer abaixo:


0 comentários: